Questões

Total de Questões Encontradas: 35

Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
Ao criar uma chave estrangeira em uma tabela com a especificação de alterar o valor da chave primária da tabela referenciada (que possui a chave primária) no modo cascata; e também com a especificação de que, ao excluir uma tupla da tabela referenciada no modo nulifica ou set null, é possível afirmar que, ao efetuar essas operações na tabela referenciada, deverá ocorrer, na tabela que possui a chave estrangeira, respectivamente, nas tuplas que referenciam a tupla que sofreu as operações (alterar e excluir):
A
atribui os valores das chaves estrangeiras para o valor null; e atribui valor null a todas as chaves estrangeiras das tuplas.
B
altera os valores das chaves estrangeiras para o mesmo valor alterado na chave primária; e atribui valor null a todas as chaves estrangeiras das tuplas.
C
atribui os valores das chaves estrangeiras para o mesmo valor alterado na chave primária; e atribui valor null a todas as chaves estrangeiras das tuplas.
D
atribui valor null a todas as chaves estrangeiras das tuplas; e altera os valores das chaves estrangeiras para o mesmo valor alterado na chave primária.
E
altera os valores das chaves estrangeiras para o valor null, independente da operação efetuada na tabela referenciada.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
O índice criado para uma chave estrangeira que representa um relacionamento 1:1 é com valores:
A
únicos.
B
repetidos.
C
compostos.
D
duplicados.
E
nulificados.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
O termo OLAP (processamento analítico on-line) tem como significado descrever a análise de dados complexos do:
A
data mining.
B
paradigma orientação a objetos.
C
data warehouse.
D
data mining e data warehouse.
E
data warehouse e paradigma orientação a objetos.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
A diferença básica dos conceitos de trigger e stored procedure é que, respectivamente:
A
são executadas de acordo com um evento, mas não são inclusas no banco de dados.
B
é executada de acordo com um evento; é chamada para ser executada e são inclusas no banco de dados.
C
são executadas após serem chamadas, porém a primeira não é inclusa no banco de dados.
D
são executadas após serem chamadas, porém a segunda não é inclusa no banco de dados.
E
é chamada para ser executada; é executada de acordo com um evento e não são inclusas no banco de dados.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
Uma entidade fraca é aquela que não possui identificação própria e depende de uma outra que é denominada forte. O mapeamento do MER (Modelo Entidade Relacionamento) de uma entidade fraca para o Modelo de Dados Relacional (MDR) é por meio de uma tabela que possui a chave primária com as seguintes características:
A
composta e formada por um atributo, geralmente, da própria entidade fraca mais a chave primária da entidade forte que se relaciona com a entidade fraca.
B
simples e formada por um atributo da própria entidade fraca.
C
composta formada por um atributo, geralmente, da própria entidade forte mais um atributo da própria entidade fraca.
D
simples e formada por um atributo da própria entidade forte.
E
composta e formada por um atributo da entidade fraca mais um segundo atributo denominado sequencial.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
A segunda Forma Normal (2ª Forma Normal) é aplicada em uma relação com chave primária:
A
referenciada.
B
alternativa.
C
afirmativa.
D
composta.
E
secundária.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
A cláusula having da SQL tem por finalidade oferecer uma condição sobre a informação de resumo referente ao grupo de tuplas associado:
A
ao conjunto de tuplas obtidasemuma consulta.
B
às tuplas obtidas pela cláusula where da SQL.
C
a cada valor dos atributos de agrupamento.
D
às tuplas que formam o conjunto de valores de uma consulta.
E
ao conjunto de dados obtidos pela cláusula where da SQL.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
Na conceituação dos modelos de dados para Data Warehouse, os modelos multidimensionais tiram proveitos dos relacionamentos inerentes nos dados para preencher os dados em matrizes multidimensionais que são denominadas:
A
cubos de dados.
B
dados estruturados.
C
estruturas multidimensionais.
D
cubos multidimensionais.
E
estruturas de cubos multidimensionados.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
Uma relação R possui dois conjuntos de atributos A e B cuja interseção entre ambos é vazio. Os elementos a , a e a const i tuem o conjunto A (A = {a , a , a }). O conjunto B possui o elemento b, B = {b}. Para que a dependência funcional A -> B seja parcial é necessário e suficiente que (não considerando o conjunto vazio):
A
{a1} e {a2} e {a3} e {a1, a2} e {a2, a3} e {a1, a2, a3} determina B.
B
{a1} ou {a2} ou {a3} e {a1, a2} e {a2, a3} e {a1, a2, a3} determina B.
C
{a1} e {a2} e {a3} e {a1, a2} ou {a2, a3} ou {a1, a2, a3} determina B.
D
{a1} ou {a2} ou {a3} e {a1, a2} e {a2, a3} determina B.
E
{a1} ou {a2} ou {a3} ou {a1, a2} ou {a2, a3} determina B.
Ano: 2014 Banca: FUNCAB Órgão: PRODAM Prova: Analista de TI - Analista de Banco de Dados
Seja o conjunto de atributo A1 de uma relação R1 e que forma a chave primária dessa relação R1. Seja o conjunto de atributos A2 da relação R2 e que forma a chave estrangeira dessa relação R2. Sabendo-se que A2 referencia a chave primária da relação R1, é possível afirmar que:
A
A1 é um subconjunto de A2.
B
A2 é um subconjunto de A1.
C
A1 e A2 são conjuntos disjuntos.
D
A1 é um subconjunto de A2 e A1 diferente de A2.
E
A2 é um subconjunto de A1 e A1 diferente de A2.
Página 1 de 4