Questões

Total de Questões Encontradas: 24.891

Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
A disciplina estabelecida para aquisições de bens e contratação de serviços na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) no Estado da Bahia, conforme normatização estabelecida pelo Decreto n° 15.404, de 2014,
A
determina a adoção da modalidade concorrência pública para contratação de serviços que envolvam solução tecnológica, independentemente do valor estimado.
B
é cogente para as empresas públicas e sociedades de economia mista, que devem incorporar tal disciplina em seus regulamentos internos.
C
veda a adoção da modalidade pregão eletrônico, salvo para aquisição de insumos de uso corrente.
D
determina a obrigatoriedade de prévio plano de aquisição aprovado pela Coordenação de Tecnologias Aplicadas à Gestão Pública-CTG.
E
estabelece que as licitações para contratação de serviços deverão ser preferencialmente do tipo melhor técnica ou técnica e preço.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
O procedimento previsto para a modalidade licitatória pregão, nos termos estabelecidos na Lei federal n° 10.520, de 2002, NÃO admite
A
exigência de documentos de habilitação.
B
interposição de recursos pelos licitantes.
C
exigência de garantia de proposta.
D
fixação de prazo de validade das propostas superior a 30 dias.
E
negociação direta do pregoeiro com o proponente.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Considere que determinado órgão público necessite contratar serviços técnicos especializados de engenharia para elaboração de um projeto arquitetônico inovador para a construção de um equipamento público voltado a concertos e espetáculos de dança. De acordo com as disposições da Lei nº 8.666/1993, tal situação
A
permite a seleção de profissionais mediante credenciamento, com a adoção de ata de registro de preços precedida de qualificação técnica.
B
constitui hipótese de dispensa de licitação, autorizando a contratação direta de profissional, pessoalmente, ou por intermédio de empresário exclusivo.
C
configura inviabilidade de competição caracterizadora de inexigibilidade de licitação, prescindida da comprovação da notória especialização do contratado.
D
determina a adoção de licitação do tipo melhor técnica, vedada a adoção do tipo menor preço ou técnica e preço.
E
enseja a adoção da modalidade licitatória concurso, independentemente do valor estimado da contratação.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Entre os diferentes modelos de planejamento de recursos humanos utilizados pelas organizações, no âmbito da atividade de gestão de pessoas, insere-se o de substituição de postos-chaves. Esse modelo
A
apresenta um organograma de encarreiramento, classificando os funcionários em: aqueles com possibilidade de promoção imediata, os que ainda precisam permanecer no cargo atual para aquisição de experiência e os que já contam com substituto preparado.
B
mapeia o fluxo das pessoas para dentro e para fora da organização, permitindo uma predição quantitativa das substituições que devem ocorrer no médio e longo prazos a partir de cenários identificados.
C
pressupõe a escolha de um fator estratégico pela organização, cuja variação afeta proporcionalmente as necessidades de pessoal, e projeta as necessidades futuras com base em níveis históricos de desligamentos.
D
é amplo e abrangente, atrelado ao planejamento estratégico da organização, com ênfase nas mudanças tecnológicas que afetam o processo produtivo ou de disponibilização de serviços.
E
não é aplicável nos níveis operacionais da organização, mas apenas para substituição de posições de comando ou de gerenciamento, mantendo um banco de talentos disponível para tais alocações.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
No processo de aprendizagem organizacional, ocorre a institucionalização do conhecimento, o que é estudado sob diferentes óticas e explicado a partir de algumas teorias, entre as quais a espiral do conhecimento, apresentada por Nonaka e Takeuchi, cujo foco é
A
o modelo cognitivista, que procura explicar o impacto de aspectos comportamentais na aquisição de conhecimento.
B
o processo de conversão do conhecimento, iniciando-se com a socialização mediante o compartilhamento de conhecimento tácito.
C
o modelo behavorista, que prioriza o conhecimento formal, normatizado e internalizado na organização.
D
a aquisição de conhecimento tácito a partir da utilização de benchmarkings (referenciais de excelência).
E
o crescimento individual a partir de um processo do treinamento e capacitação constantes.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
A metodologia Balanced Scorecard (BSC) é comumente utilizada como ferramenta no âmbito do planejamento estratégico de organizações públicas e privadas, tendo como uma de suas características marcantes
A
a definição, ao final do planejamento, da missão da entidade, ou seja, da forma como ela pretende ser reconhecida no futuro.
B
a preponderância da perspectiva financeira em relação às demais: dos clientes, dos processos internos, e de motivação.
C
o uso intensivo da tecnologia da informação, somente sendo passível de aplicação em plataformas digitais específicas, como o ERP.
D
a utilização do mapa estratégico, que é um diagrama no qual ficam claras as relações de causas e efeitos (precedência) entre os objetivos estratégicos.
E
a identificação da lacuna, ou gap, existente entre as competências disponíveis na organização e aquelas de excelência em sua área de atuação.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Texto Associado Texto Associado
O Business Process Management (BPM)
I. possibilita a representação gráfica dos fluxos dos processos.
II . permite redesenhar e otimizar processos já padronizados.
III . utiliza o modelo vertical de gestão, centralizado no gestor do projeto.
IV. é um método de planejamento de recursos humanos.
Está correto o que se afirma APENAS em
A
I e II .
B
II e III .
C
I e IV.
D
III e IV.
E
I, II e IV.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Suponha que determinado órgão público pretenda implementar a avaliação de desempenho de seus membros, tendo optado pela aplicação da metodologia denominada incidentes críticos. Para isso, o avaliador
A
centrará sua avaliação na retrospectiva dos comportamentos recentes dos avaliados, buscando as falhas que devem ser trabalhadas.
B
deverá submeter os avaliados a desafios simulados e verificar o tempo médio de resposta do grupo.
C
registrará e considerará os aspectos extremos do comportamento do avaliado, tanto positivos como negativos.
D
deverá tomar por base a média das avaliações realizadas pelos superiores do avaliado, ponderando-a com aspectos disciplinares e comportamentais.
E
tomará por base um questionário respondido pelo próprio avaliado, como forma de identificar os aspectos mais críticos de sua atuação.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
No que concerne aos conceitos de descentralização e delegação, como ferramentas utilizadas para gestão no âmbito da Administração pública, é correto afirmar que
A
divergem em função dos objetivos almejados, sendo ambas aplicáveis no âmbito interno da Administração, porém a delegação é voltada à divisão do trabalho, enquanto a descentralização se aplica à alocação funcional.
B
são antagônicas, na medida em que a descentralização se opera no âmbito interno da Administração, com distribuição de competências e sem criação de novos entes, enquanto a delegação pressupõe a instituição de novas pessoas jurídicas.
C
são complementares e sempre aplicadas de forma conjunta, sendo a delegação a etapa preliminar da descentralização, salvo quando esta última se dá por colaboração, ou seja, com o envolvimento de um ente totalmente privado.
D
a descentralização pode ser utilizada concomitantemente com a delegação, como, por exemplo, na hipótese de constituição de uma empresa pública, conferindo-lhe a exploração de determinado serviço público de titularidade do ente instituidor.
E
representam duas faces do mesmo fenômeno, que consiste na transferência de competências no âmbito interno da organização, sendo a descentralização no mesmo nível funcional e a delegação para instâncias inferiores.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Suponha que determinada consultoria de gestão organizacional, ao avaliar o processo decisório e o perfil das decisões tomadas pelos gestores de uma determinada organização pública, identificou um número maior de decisões classificadas pela literatura como programadas e um número reduzido de outras classificadas como não programadas, o que indica
A
baixa qualidade do processo decisório, que prioriza soluções intuitivas em detrimento de ferramentas técnicas.
B
supremacia de problemas rotineiros, os quais demandam decisões que tomam por base o acervo de soluções disponível na organização.
C
prevalência de decisões tomadas antes mesmo da instalação do problema, prevenindo riscos e desvios.
D
existência de um sistema robusto de compliance, com verificação de conformidade, o que se mostra ausente quando há grande quantidade de decisões não programadas.
E
grande ocorrência de situações inesperadas e desafiadoras, nas quais é necessário aplicar fórmulas sofisticadas para obter uma solução adequada.
Página 6 de 2490