Questões

Total de Questões Encontradas: 18.575

Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação foi incumbido de identificar quais unidades, operações e processos de negócios são essenciais para a sobrevivência da organização e avaliar os impactos financeiros, operacionais e de serviços de uma interrupção nesses processos. Deverá, inicialmente, avaliar as áreas funcionais selecionadas para determinar a resistência da infraestrutura para suportar a disponibilidade de informações. Ao final, deverá construir um relatório detalhando os possíveis incidentes e seus impactos (dinheiro ou tempo) nas funções de negócios. Com base nestes impactos potenciais associados à inatividade, a organização irá priorizar e implementar contramedidas para diminuir os riscos de tais interrupções e detalhar estas contramedidas no Plano de Continuidade de Negócio. O trabalho que o Auditor executou constitui o que é chamado de
A
Compliance Analysis - COMA.
B
Business Impact Analysis BIA.
C
Vulnerability Analysis VANA.
D
Vulnerability Operacional Analysis VOA.
E
Business Process Management - BPM.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação está trabalhando no desenvolvimento de um portal corporativo e deseja desenvolver componentes webreutilizáveis que possam ser agregados (ou plugados) a outras páginas do portal. Estes componentes serão como adaptadores que, depois de prontos, permitirão ao portal integrar uma variedade de fontes de conteúdo e serviços. Os componentes que melhor atendem à necessidade do Auditor são os conhecidos
A
facelets.
B
web services.
C
map applets.
D
portlets.
E
bootstraps.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação observou que na organização onde trabalha há uma grande quantidade de softwares que necessitam validar e inserir informações de contribuintes na base de dados. Cada um destes softwares é mantido por um prestador de serviços diferente e foi escrito em linguagens de programação distintas. Pensando em uma arquitetura voltada a serviços, o Auditor recomendou corretamente a criação de um
A
Enterprise Java Bean para incluir os dados dos contribuintes usando um serviço CORBA para validar os dados de entrada.
B
método para validar e incluir contribuintes em cada aplicação, usando a mesma lógica de validação e inclusão de dados.
C
serviço RESTful usando o protocolo SOAP para manter informações de estado nas chamadas ao serviço, permitindo, assim, a consistência de estado na validação dos dados de entrada do contribuinte.
D
portlet para que cada software possa converter os dados dos contribuintes para um formato XML padrão e validá-los com base na mesma lógica centralizada.
E
web service para validar e incluir contribuintes, de forma que os demais softwares possam simplesmente consumir esse serviço de maneira adequada.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação está participando da implantação de um sistema de Gestão Eletrônica de Documentos - GED na organização onde trabalha. Nesse processo, ele percebeu que o GED NÃO
A
suporta a criação de um histórico da vida do documento. Quando o documento é modificado ou revisado mais de uma vez, apenas a última versão do documento é mantida.
B
permite o uso de metadados, dificultando o uso de uma taxonomia, árvore de arquivos categorizados ou regra de nomenclatura padronizada.
C
permite a atribuição de níveis de acesso/permissionamento, fazendo com que qualquer pessoa de qualquer área possa realizar todos os tipos de operações nos documentos disponíveis.
D
garante o anonimato de acesso, pois é possível ligar rotinas de auditoria nos arquivos para saber quem acessou certo conteúdo, o que dá confiabilidade ao processo.
E
possibilita que documentos sejam consultados por mais de uma pessoa ao mesmo tempo, apesar de estarem disponíveis para toda a organização.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Texto Associado Texto Associado
Um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação possui um conjunto de valores numéricos, em ordem crescente, e deseja localizar o valor 66, mostrando a respectiva posição deste valor no conjunto. Sabendo que a posição dos valores começa em 0, criou o algoritmo abaixo, em JavaScript. 
Imagem Associada da Questão
Para o auditor conseguir o que deseja, a lacuna I deve ser corretamente preenchida com o comando
A
if (v[m] > x) var e = m
B
if (v[d] >= x) var e = m
C
if (v[m] <= x) var e = m
D
if (v[d] < x) var e = m
E
if (v[m] < x) var e = m
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Texto Associado Texto Associado
Considere o fragmento de código JavaScript a seguir que utiliza programação orientada a objetos.
Imagem Associada da Questão
Para definir a classe, a lacuna I deve ser corretamente preenchida por: 
A
public class Contribuinte(nome)
B
class Contribuinte(nome)
C
var Contribuinte = function(nome)
D
public Contribuinte = function(nome)
E
default class Contribuinte = function(nome)
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Em uma página web criada com HTML5 e CSS3 há 3 contêineres com nome de classe caixa, criados com a tag div. Criou-se para estes contêineres a seguinte configuração CSS. 
Imagem da Questão
Para que os contêineres sejam posicionados um ao lado do outro horizontalmente deve-se adicionar ao bloco CSS acima a instrução
A
position: side -by-side;
B
box-position: left;
C
position: relative;
D
align: side-by-side;
E
float: left;
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Em um banco de dados aberto e em condições ideais há uma tabela chamada Contribuinte cuja chave primária é idContribuinte. Há também uma tabela chamada Imposto cuja chave primária é idimposto. Para criar uma tabela de associação chamada Contribuinte_imposto cuja chave primária é composta pelos campos idContribuinte e idImposto, que são chaves estrangeiras resultantes da relação dessa tabela com as tabelas Contribuinte e Imposto, utiliza-se a instrução SQL
A
CREATE TABLE Contribuinte_Imposto(idContribuinte INT, idImposto INT, PRIMARY KEY (idContribuinte), FOREIGN KEY (idContribuinte) REFERENCES Contribuinte (idContribuinte), PRIMARY KEY (idImposto), FOREIGN KEY (idContribuinte) REFERENCES Contribuinte (idContribuinte));
B
CREATE TABLE Contribuinte_Imposto(idContribuinte INT NOT NULL, idImposto INT NOT NULL, PRIMARY KEY (idContribuinte, idImposto), CONSTRAINT fk1 FOREIGN KEY (idContribuinte) REFERENCES Contribuinte (idContribuinte), CONSTRAINT fk2 FOREIGN KEY (idImposto) REFERENCES Imposto (idImposto));
C
CREATE TABLE Contribuinte_Imposto(idContribuinte INT NOT NULL, idImposto INT NOT NULL, PRIMARY KEY (idContribuinte, idImposto), FOREIGN KEY (idContribuinte) SOURCE Contribuinte (idContribuinte), FOREIGN KEY (idImposto) SOURCE Imposto (idImposto));
D
CREATE TABLE Contribuinte_Imposto(idContribuinte INT NOT NULL, idImposto INT NOT NULL, PRIMARY KEY (idContribuinte, idImposto), FOREIGN KEY (idContribuinte, idImposto) REFERENCES (Contribuinte!idContribuinte, Imposto!idImposto));
E
CREATE TABLE Contribuinte_Imposto(idContribuinte INT NOT NULL, idImposto INT NOT NULL, PRIMARY KEY (idContribuinte, idImposto), FOREIGN KEY (idContribuinte, idImposto) REFERENCES all parents);
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Texto Associado Texto Associado
No SQL Server 2017 um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação foi chamado para analisar as instruções abaixo.
Imagem Associada da Questão
Concluiu corretamente que há um erro na instrução
A
@@ROWCOUNT, pois deveria conter apenas um caracter @.
B
IS_NULL , que deveria ser escrita como IS NULL .
C
CAST, por ser um comando totalmente desnecessário nesse contexto.
D
print , pois para exibir a informação na tela deveria ser usada a instrução ECHO .
E
BETWEEN 12.00 AND 14.00, pois os valores 12.00 AND 14.00 deveriam ser colocados entre parênteses.
Ano: 2019 Banca: FCC Órgão: SEFAZ-BA Prova: Auditor Fiscal - Tecnologia da Informação
Texto Associado Texto Associado
O modelo de dados fictícios ilustrados abaixo mostra a relação lógica entre duas entidades em um banco de dados: Contribuinte e Imposto. 
Imagem Associada da Questão
Um Auditor Fiscal da área de Tecnologia da Informação precisa implementar em um Sistema Gerenciador de Banco de Dados relacional um conjunto de tabelas, a partir da observação do modelo acima. Precisará incluir um atributo aliquotaImposto, considerando que cada imposto pode ter alíquotas diferentes, dependendo do contribuinte, e que cada contribuinte pode pagar alíquotas diferentes, dependendo do imposto. O campo aliquotaImposto deverá ser incluído
A
na tabela Imposto como um campo comum.
B
como parte da chave primária em uma tabela de ligação que deverá ser criada entre as tabelas Imposto e Contribuinte.
C
na tabela Contribuinte como um campo comum.
D
como um campo comum em uma tabela de associação que deverá ser criada entre as tabelas Contribuinte e Imposto.
E
na tabela Contribuinte como parte da chave primária.
Página 5 de 1858